Notícias

13/11/2017

“Nova cultura de gestores públicos facilita desenvolvimento acelerado do Paraná”, argumenta Ortega

Os prefeitos paranaenses buscam na Secretaria do Desenvolvimento Urbano (SEDU) as soluções para os problemas de seus municípios, com as respostas às prioridades eleitas pela população. Na última semana, mais de uma dezena deles esteve em conversas com o secretário da Pasta, João Carlos Ortega, e com o diretor-geral da SEDU, Lúcio Tasso, para assinarem editais ou acompanhar os trâmites de seus pedidos. As solicitações dos gestores públicos passam por criteriosa análise dos profissionais do Jurídico e dos técnicos do Serviço Social Autônomo (Paranacidade) e só vão adiante com a aprovação total de acordo com a Lei 8.666/93. “Felizmente há um amadurecimento administrativo, uma nova cultura de gestores públicos, que facilita o acelerado desenvolvimento do Paraná”, argumentou Ortega.

Nesta última semana, o prefeito de São João do Triunfo, Abimael do Valle, recebeu o edital que autoriza a homologação da compra de equipamentos rodoviários no valor total de R$ 1,14 milhão, pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM). Serão adquiridos dois caminhões caçambas basculantes, uma pá carregadeira sobre rodas e um rolo compactador vibratório autopropelido. Do Valle foi recebido por Ortega e Tasso e os três conversaram sobre os avanços conseguidos pelo município, nos últimos anos, com o apoio do Governo do Estado, pela SEDU.

FUNDO PERDIDO - O prefeito de Munhoz de Mello, Geraldo Gomes, recebido por Tasso, também levou um edital de homologação, no valor de R$ 250 mil, para a compra de um ônibus escolar com capacidade para 44 estudantes. Os recursos são por Transferência Voluntária da SEDU, a fundo perdido, sem a necessidade de devolução aos cofres públicos do Estado. “Este é um benefício valioso para os nossos estudantes que, a partir de agora, terão mais conforto e segurança, com melhoria na qualidade de vida”, disse o prefeito.

Ortega e Tasso conversaram com o prefeito de Marialva, Victor Celso Martini, que recebeu um edital para licitar R$ mais de 500 mil para a compra de novos equipamentos rodoviários. Mas o município deverá dar uma contrapartida de R$ 74.840,00, o restante do valor será a fundo perdido, pelo Programa de Transferência Voluntária da SEDU. Com o valor total, o município depois, em homologação, poderá adquirir uma escavadeira hidráulica e um carro com capacidade para cinco pessoas.

Hilton Santini Roveda, prefeito de União da Vitória, que administra um município de 56 mil habitantes, vai contribuir com uma contrapartida de R$ 85 mil para formar um montante de R$ 420 mil, pelo Programa de Transferência Voluntária da SEDU, a fundo perdido. Os detalhes estão expressos em um edital de licitação que autoriza a compra de um ônibus para o transporte de 41 pessoas. “Este ônibus cumpre com a necessidade pedida pela população local”, disse Roveda, que foi recebido por Ortega e pelo diretor de Operações do Paranacidade, Alvaro Cabrini Junior.

O prefeito de Sabáudia, Edson Hugo Manueira, conversou com Tasso e levou para o seu município o edital de licitação no valor de R$ 242 mil, para a compra de um micro ônibus para o transporte de 29 pessoas. Mas há uma contrapartida municipal de R$ 122 mil. O restante é a fundo perdido, pelo Programa de Transferência Voluntária da SEDU.

Ainda, com edital de licitação, o prefeito de Rio Negro, Milton Paizani, recebido por Ortega, levou um edital de licitação no valor de R$ 482 mil, pelo Programa de Transferência Voluntária da SEDU. Com este valor, Paizani pretende comprar uma motoniveladora e melhorar o seu Parque de Máquinas local.

PRESENÇAS NA SEDU
– Além dos prefeitos já citados, ainda passaram pela SEDU os de Pérola, Darlan Scalco; o de Contenda, Carlos Stabach; de Santa Cruz de Monte Castelo, Francisco Boni; Jandaia do Sul, Benedito Pupio; Nova Esperança, Moacir Olivatti; Doutor Ulysses, Moisés da Silva; de Campo Magro, Cláudio Casagrande; e de Marumbi, Ademar Rejani, acompanhado do secretário Artagão Júnior Todos conversaram ou com Ortega ou com Tasso sobre os projetos em andamento e que passam por análises.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.