Notícias

16/10/2020

Paranacidade usa Inteligência Artificial ao Desenvolvimento Urbano dos 399 Municípios do PR

Nesta segunda-feira, 19 de outubro, o Serviço Social Autônomo (Paranacidade, vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas - SEDU) dá mais um passo em direção à formatação do “Novo Paranacidade”, em atenção à diretriz do governador Carlos Massa Ratinho Junior de incorporar tecnologia de ponta nos Procedimentos Administrativos e no atendimento ao cidadão e outras Instituições. A data marca o início da operação do GurIA, um aplicativo específico, dotado de Inteligência Artificial, para a análise prévia da documentação enviada pelas Prefeituras nos procedimentos de liberação de recursos a Projetos de Obras e Aquisições de Serviços, máquinas e equipamentos voltados à promoção do Desenvolvimento Urbano nos 399 Municípios do Paraná.

O novo recurso será usado na etapa chamada de deferimento de documentos, que identifica se os documentos enviados e os seus conteúdos estão em conformidade com o solicitado em cada procedimento. Até agora, essa tarefa era executada pelos técnicos, no envio de cada documento. “A diferença é que o GurIA executará essa parte e dará o retorno às Prefeituras, apontando o que falta ou está em desconformidade. Assim, os técnicos municipais vão fazer as adequações e enviar de volta as correções necessárias”, explica o analista de tecnologia da informação do Paranacidade, André Minoro Fusioka, responsável pelo desenvolvimento da ferramenta.

Atualmente, toda a documentação necessária aos projetos é encaminhada pelas Prefeituras ao Paranacidade, pela Internet, via Portal dos Municípios (https://portaldosmunicipios.pr.gov.br /), ao qual o GurIA está integrado. De acordo com a diretora de Operações do Paranacidade, Camila Mileke Scucato, o advento do GurIA trará benefícios tanto às Prefeituras, quanto ao Paranacidade. “A inteligência artificial fará o trabalho de conferência inicial e só enviará o aviso, por e-mail, ao técnico do Paranacidade quando o número de documentos exigidos e o nível de acerto dos itens enviados estiverem bastante elevados. As Prefeituras terão retornos mais rápidos, por documento encaminhado, e o Paranacidade fará a análise dos processos quanto já apresentarem consistência”, assegura.

COMO FUNCIONA – A Inteligência Artificial fará a comparação dos conteúdos dos documentos que chegarem ao Portal dos Municípios, a partir de modelos elaborados com base em procedimentos e conteúdos corretos. “O GurIA recebe o documento, extrai o texto e identifica se condiz com o que o Município informou. O Aplicativo verifica se um documento é mesmo um Parecer Jurídico ou uma Ata de Licitação, por exemplo”, explica Fusioka.

CÓDIGO ABERTO – Outra vantagem é que o GurIA está em Código Aberto e disponível à comunidade. Isso significa que outras Instituições Públicas ou Privadas podem pegar os Códigos de Programação (na primeira página do Site do GurIA há um link de acesso), fazer adaptações para atender as suas necessidades e passar a contar com o mesmo tipo de recurso. “Outras Secretarias e Prefeituras podem usar o Sistema nos seus procedimentos internos, com fornecedores e outros Órgãos Públicos e, até mesmo, no atendimento ao cidadão, quando é necessária a apresentação de documentos. O aplicativo pode servir, ainda, para empresas e instituições privadas”, garante o analista.

O criador do GurIA é formado em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), especialista em Desenvolvimento de Sistemas WEB, pela UNOPAR, e é mestrando em Computação Aplicada na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPr).

Para conhecer o GurIA, acesse https://sistemas.paranacidade.org.br/guria.

 

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.